Entretenimento

Cardi B revela por que não votará em Joe Biden ou Donald Trump nas eleições presidenciais de 2024

Cardi B está compartilhando seus pensamentos sobre as próximas eleições presidenciais, que serão uma disputa histórica entre o presidente em exercício Joe Biden e ex-presidente Donald Trump.

Cardi expressou desapontamento, observando que ela não votaria este ano porque não “fode” nem Trump nem Biden. Sua decisão representa uma reviravolta de 180 graus em relação à sua posição em 2020, quando entrevistou e apoiou Biden até a vitória.

O artigo continua abaixo do anúncio

Cardi B não votará em Joe Biden ou Donald Trump nas próximas eleições

MEGA

O hitmaker “Bodak Yellow” afirmou em uma entrevista recente com Pedra rolando que ela não votará nas eleições presidenciais deste ano, especialmente porque não se importa com os dois líderes, Joe Biden e Donald Trump.

“Eu não brinco com vocês dois”, disse Cardi à publicação.

Ela prosseguiu afirmando que costumava ver Trump como “uma ameaça terrível”, mas sob a atual administração, ela sentiu “camadas e mais camadas de decepção” pelo que considera uma má gestão interna e externa.

Por isso, o rapper não considera Biden nem Trump uma opção viável.

O artigo continua abaixo do anúncio

A rapper sente que foi ‘traída’ pela administração Biden

Joe Biden
MEGA

Ao falar à publicação, Cardi observou ainda que se sentiu “traída” pela administração Biden depois de apoiar o presidente em 2020.

“Eu sinto que as pessoas foram traídas [by Biden’s administration]”, observou Cardi, lamentando o alto custo de vida, os baixos salários e a atitude sem brilho dos que estão no poder.

Ela lamentou ainda mais a situação, dizendo: “É tipo, caramba, vocês não se importam com ninguém. Realmente me deixa chateado que haja soluções para isso”,

“Existe uma solução. Eu sei que existe uma solução porque você está gastando bilhões de dólares em qualquer coisa”, acrescentou Cardi.

O artigo continua abaixo do anúncio

Cardi B quer que a América pare de pagar por ‘guerras sem fim’

Cardi B se torna ‘Kardi’ ao parecer ‘arrebatada’ no SKIMS de Kim Kardashian
MEGA

Em sua entrevista ao meio de comunicação, a cantora de “Invasão de Privacidade” revelou a atitude que o país adotou e que não lhe agrada.

Cardi condenou a aparente preocupação da América com o que está acontecendo em outras nações além de seu quintal, afirmando que não gostou que o país “vestisse essa capa de super-herói”.

“[America] Não pague por guerras intermináveis ​​para países que estão passando por uma merda há muito tempo”, alertou ela. [where] crianças estão sendo mortas todos os dias, mas porque o [US] não vão se beneficiar daquele país, eles não vão ajudar.”

“Não gosto que a América use essa capa de super-herói. Nunca fizemos coisas para sermos super-heróis. Fizemos coisas para nossa própria conveniência”, acrescentou ela.

O artigo continua abaixo do anúncio

O rapper criticou a Casa Branca por política externa/local contraditória

Presidente Joe Biden faz comentários sobre economia de cuidados em DC
MEGA

A posição atual de Cardi contrasta com a sua posição em 2020, quando entrevistou o atual presidente como parte de sua campanha, aparentemente ajudando-o a uma saída vitoriosa nas urnas.

Agora, quatro anos depois, Cardi, nascida Belcalis Almánzar, abandonou publicamente o seu apoio à administração Biden em Novembro, depois de a sua cidade natal, Nova Iorque, ter sofrido cortes orçamentais, apesar da decisão de Washington.

A franca estrela do rap de 31 anos acessou seu Instagram ao vivo na época para compartilhar que ela havia terminado com Biden, condenando como os EUA estavam ajudando a Ucrânia a combater a Rússia e Israel a combater o Hamas. Ao mesmo tempo, o prefeito de Nova Iorque, Eric Adams, anunciou um corte de 5% no orçamento municipal.

O artigo continua abaixo do anúncio

“Em Nova York, há um corte orçamentário de US$ 120 milhões que afetará escolas, bibliotecas públicas e o departamento de polícia”, disse Cardi, por O guardião. “E um corte no orçamento de US$ 5 milhões em saneamento… Estaremos nos afogando em… ratos.”

Adam já tinha lamentado os efeitos adversos da crise migratória de Nova Iorque num comunicado, alertando que seriam necessários mais cortes sem financiamento adicional de Washington.

Cardi B abandonou o apoio a Joe Biden

Cardi B na Gala Pré-GRAMMY 2023
MEGA

Em sua transmissão ao vivo no Instagram, ela prometeu que não apoiaria nenhum candidato político depois disso, uma postura que ela repetiu em sua entrevista com Pedra rolando.

“Não estou mais endossando presidentes”, alertou Cardi B. “Joe Biden está falando sobre, 'Sim, podemos financiar duas guerras', … falando sobre, 'Sim, conseguimos, somos a maior nação.' Não … não estamos. Não entendemos e estamos passando por algumas coisas agora, então diga!

Ela continuou: “Estamos muito, muito, muito fodidos agora. Não, não podemos financiar essas… guerras”.

Cardi B então se perguntou se os EUA estavam falindo, acrescentando: “Sim, estão. Não temos dinheiro do McDonald's”.

O artigo continua abaixo do anúncio

Numa repreensão final à gestão da política económica e externa de Biden, ela disse: “Alimente isso… a outra pessoa, brilhe, mas não me dê isso”, prometendo ainda que “chegaria ao fundo da questão”.

Source

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button