Entretenimento

As piores coisas que o Superman já fez: deixar Lois Lane grávida, ficar racista e muito mais

A ideia de um o Superman fascista inspirou as mentes dos amantes de quadrinhos, incluindo Zack Snyder, já há muito tempo. A série de quadrinhos de Tom Taylor e Brian Buccellato, “Injustice: Gods Among Us” (e os subsequentes videogames e filmes de animação, vistos acima), cumpre essa premissa da maneira mais visceral e violenta possível.

Nos painéis de abertura da série, Joker usa uma mistura personalizada de veneno misturado com criptonita no Superman, fazendo com que Supes confunda sua esposa grávida, Lois Lane, com o Dia do Juízo Final. Esse truque cruel resulta no Superman matando Lois, seu filho ainda não nascido, sem saber, além de detonar uma arma nuclear que destrói Metrópolis. Dominado pela raiva, tristeza e culpa, Superman abre brutalmente um buraco no peito do Coringa e, logo depois, ele usa seus poderes para comandar autoridade sobre o mundo.

Sem dúvida, o assassinato do Superman pelo Coringa nessas circunstâncias vem com um alto grau de compreensão. No entanto, é difícil desculpar sua decisão de governar a Terra como, efetivamente, um ditador e trair a confiança que a humanidade depositou nele. As primeiras iterações do Superman o fizeram lutar contra fascistas, por isso parece particularmente hipócrita da parte dele incorporar esses ideais, não importa o que o levou a esse ponto.

Source

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button