Entretenimento

A ordem correta para assistir a franquia Critters

A ordem de lançamento (e, neste caso, a melhor ordem de visualização) da franquia “Critters” é bastante direta:

  • “Criaturas” (1986)
  • “Critters 2: O Prato Principal” (1988)
  • “Criaturas 3” (1991)
  • “Criaturas 4” (1992)
  • “Critters: A New Binge” (série de TV, março de 2019)
  • “Ataque de criaturas!” (junho de 2019)

A série “Critters” é única entre as franquias de terror, pois há poucos talentos interconectivos em toda a franquia. Cada entrada foi escrita e dirigida por uma nova equipe de pessoas criativas, com exceção do roteirista de “Critters 3”, David J. Schow, que também co-escreveu “Critters 4” com Joseph Lyle. Herek começou sua carreira com “Critters” e tem desfrutado de uma carreira de destaque em Hollywood desde então, tendo dirigido recentemente o romance “Our Little Secret”, que será lançado na Netflix ainda este ano.

Em outro lugar, Mick Garris fez sua estreia na direção com “Critters 2” antes de se tornar um pilar na comunidade de terror, dirigindo as adaptações de TV de Stephen King dos anos 1990, “The Stand” e “The Shining”. Enquanto isso, Kristine Peterson dirigiu “Critters 3”, mas já era conhecida por filmes B como “Deadly Dreams” e “Body Chemistry”. Assistir Leonardo DiCaprio, de 12 anos, no filme de Peterson é uma experiência reveladora. Pode-se ver que DiCaprio já havia desenvolvido os mesmos tiques e maneirismos de atuação que continuaria a empregar até os 50 anos.

Os atores mais consistentes da série “Critters” foram Don Kieth Opper – que interpretou o personagem alcoólatra Charlie – e Terrence Mann. Dee Wallace voltou à série para “Critters Attack!”, mas interpretou um novo personagem.

Nenhum dos mesmos atores ou personagens apareceu em “A New Binge”, um filme de orçamento muito, muito baixo que parece miserável e amador. Foi transmitido em oito episódios, mas parece um único filme dividido em oito pedaços. Ele apresenta um híbrido Krite/humano, e encorajo você a não pensar nisso. Além disso, Thomas Lennon está nele.

Source

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back to top button